quarta-feira, 12 de setembro de 2007

Sussurros



Tão perto do céu, tão perto de ti, quase te posso tocar. Estás por aqui. Falo-te em surdina, sussurro-te ao ouvido. Conto-te as coisas que há em mim. E tão longe de ti, tão cheia de nada, volto-me, até mais ver. Murmuro o poema, despreocupada pela noite: "Tu és... eu não." Foste grande, brilhante, mais macio que neve. Inquietas-me.

1 comentário:

joana disse...

Não conhecia esta música, mas obrigada por ma apresentares!! :*